Papa você pode ser bonzinho, mas, representa a Instituição da misógina e homofobia

‘Tô pra ver um ser humano que sofre tanto protecionismo da parte das pessoas, que é encarado como o maior bem da humanidade, mesmo sem ser, que só pelo fato de carregar a própria maleta é encarado como ‘humilde’.

Como estudante de história tenho que comentar algo que pode não ser tão óbvio para todos, mas é: você simplesmente esquecer um fato, esquecer o passado, não é supera-lo.
Não adianta nada agora se dizer pró-gays, e não avaliar o passado da instituição que tu representa Papa.

A instituição católica, cristã, medieval, milenar e agora, atualmente, chamo carinhosamente de retrógrada, é a mesma que chamava as casas de prostituição de ‘locais públicos’ assim como as mulheres que se prostituíam. Sim, para a Igreja a mulher era uma propriedade pública.
Também ‘prega seu amor’ através do ódio a mulher (misógina), que ia desde ensinamentos a ‘nunca amar a mulher que o homem se casar’, e assim, ser preferível ele amar uma prostituta (uma amante) até dizer que elas são o mal da humanidade, carregam o pecado em sua carne, não são boas para amizades, etc.
As vezes escuto muitas amigas dizerem que odeiam mulheres para amizade, fico me perguntando, você odeia as ideias da pessoa ou o sexo dela?
Odeia o próprio sexo?
Nunca parei uma amizade por ser mulher ou homem, mas pelas ideias.

E assim o machismo cristão segue em frente com sua carinha de bem intencionado.

Essa vinda do Papa foi uma facada no Estado Laico, em termos moral e econômico, o povo pagou para ver um pão e circo. O que tanto criticam, acabam apoiando fervorosamente quando mexe com sua moral.

Assim como o Santo Ofício fazia queima de mulheres como um grande evento divertido em praça pública, essa vinda do Papa foi o queimar do dinheiro público.

Eu aposto que católicos fariam passeatas, campanhas intensivas em redes sociais e no ‘boca a boca’ se o mesmo dinheiro fosse todo destinado à outra religião. São tão presunçosos que acreditam que ele é o bem da humanidade, e o Candomblé, não é também?
Agora eu penso na hipocrisia de quem se diz contra corrupção e apóia e defende tudo isso, foi um dos atos mais escancarados de corrupção que pude presenciar.

Enquanto a Igreja passou quase de forma milenar apoiando os puteiros, agora os cristãos se sentem na moral de falar mal de uma marcha porque tem o nome de ‘marcha das vadias’. Por favor.

Este post é breve, um breve grito de indignação. Para finalizá-lo, gostaria de dedicar essa música a vinda do Papa:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s