Notícias comentadas; por uma plebéia

Saindo um pouco do modelo tradicional meu de post’s, vou fazer um post sobre notícias que estão rolando na semana, notícias comentadas. Por mim, mera mortal.

Na verdade eu estava pensando sobre fazer um vlog sobre isso, mas não tenho uma câmera boa nem internet boa para tal façanha, quem sabe no futuro. Porém a intenção real desse post é para eu não encher meu facebook de notícias aleatórias comentadas pesadamente se consigo resumir toda minha opinião em um post só, fica pra quem debate comigo (via facebook) sobre essas questões, aberto o post também pra quem quiser comentar.

*clique na imagem para abrir o link da notícia

femen lol

 

“Matriz do Femen na Ucrânia rompe com líder do grupo no Brasil

Cofundadora acusa Sara Winter de fazer ‘coisas desonestas’.
Brasileira nega acusação e aponta postura ‘ditatorial’ de ucranianas.

Muito claro que isso ia acontecer, aliás, essa acusação do Femen Brasil (mais especificamente da líder brasileira) sobre atitude ‘ditatorial’ das ucranianas é o argumento clichê básico de todo reacionário para uma atitude que cria rompimento com algo que claramente não está enquadrado na ideologia de algo.

 

O que a Sarah Winter não entende, é que o que ela pretensiosamente propõe como atitude feminista está muito longe do que deveria ser feito; separar as meninas que participam do movimento por etnia e padrões de beleza, rebaixar os homens como atitude femista, usar símbolos que remetem ao nazismo (no mínimo bizarro ser feminista e de extrema direita, a mesma posição política que luta pelo patriarcado), dentre outras atitudes completamente contraditórias da “líder” brasileira que levaram as ucranianas as desligarem do movimento em si.
Por ditadura, claro.

 

Parece-me que a Sarah realmente não sabe NADA de feminismo, nem sequer leu os clássicos como Naomi Wolf (que combate a ideia da ditadura da beleza e dos estereótipos de beleza feminino) e muito menos uma linguagem, ou leitura mais profunda e difícil como a de Simone de Beauvoir, que combate a ideia que existe um “cérebro feminino e cérebro masculino”, de tal forma que se ela tivesse lido jamais se posicionaria contra os homens, e sim contra o machismo.

 

Não basta apenas não ter lido, tem que também ser uma anta teimosa disposta a se negar entrar em contato com todas as demais feministas que no começo de toda essa palhaçada que virou o Femen Brasil, estavam dispostas a alertar a Sarah sobre as contradições que ela estava impondo. O feminismo brasileiro é um movimento tão bem articulado que tem milhões de formas de você entender o movimento sem ter lido sequer uma página dos livros que citei, pois elas criaram dinâmicas tão bem instrutivas (até com um papel pedagógico muito interessante) que sinceramente: bastava ela perder uns 15 minutos em uma página sobre feminismo, seja no facebook ou pelos blog’s mesmo, que ela já eliminava uma porrada de pensamentos contraditórios.

 

Essa notícia era óbvia, o tempo em que ela ia ocorrer que era um mistério, mas estava muito claro que a Sarah Winter era só uma ‘marketeira’, ela divulgava as ideias distorcidas dela muito bem, e revistas e jornais conservadores assinavam embaixo da ridicularização do movimento feminista promovido por ela.

Porém como feminista, é óbvio que ela falhou, estava na cara que o desligamento do Femen Brasil ocorreria uma hora ou outra.

 

 

marina silva

 

Feliciano é hostilizado por ser evangélico, diz Marina Silva

 

Alguém avisa urgentemente a Marina Silva que o Feliciano é hostilizado pelos ideais feudais dele, e não exatamente por ele ser evangélico.

A questão nunca foi debater de frente com a bancada evangélica por ser evangélica, mas porque a mesma é infinita em projetos preconceituosos, xenofóbicos, racistas e machistas.
Eles estão naquela “vibe” conservadoríssima que tirar “supostos privilégios”, o que na verdade se chama democracia, de minorias que dependem desses privilégios para sobreviverem nessa sociedade onde todos esses preconceitos são plantados diariamente dentro da Igreja dos mesmos!

 

O problema dessa doença social chamada intolerância, é que o mesmo que planta a intolerância é o que exige tolerância do outro.

E sinceramente, entrou para a minha lista do ‘isso não me surpreende’. Embora muita gente se diz chocada com tal posicionamento, afinal ela contêm uma opinião interessante pra algumas questões e para outra ela parece uma serva de um feudo, ela sempre se mostrou conservadora no meu ver.

 

Principalmente no que diz do direito da mulher, o que me parece que só pelo fato dela ter essa condição (de ser mulher) me cheira que se ela fosse presidente ela ia determinar a vontade DELA, como a vontade de TODAS. Mais patriarcal do que resumir as mulheres em uma vontade, impossível, afinal, tirar a autonomia feminina é o “cosmos” do machismo.

 

Além do mais, a mesma bancada que se diz a favor de Deus, se diz a favor apenas do Deus deles; os deuses do candomblé, o Deus do umbanda, o Deus espírita, etc., passam longe de ser tolerado por eles. E nem preciso dizer que os ateus então são tratados como mal da humanidade, com citações pretensiosas sobre o ateísmo (citando Stalin, como se todos os ateus fossem o próprio, quer dizer, “Stanley”, afinal o Marco Feliciano nem se prestou para pelo menos lembrar o nome correto do ditador da URSS).

 

Apresentando o ateísmo como se fosse só isso. Desclassificando os ateus, tipicamente conservador.

 

 

Ou seja, a defesa do direito deles na base da opressão das minorias e de todo tipo de divergência social. Democrático né?

Essa é a Marina Silva, e não me surpreende em nada, pois podem me chamar de radicalista, mas não consigo ver um ser que se diz político e religioso cumprindo um bom papel na política, pois como diria Maquiavel, enquanto o religioso usa os militares para ser protegido, ele irá te resumir a usar a justiça divina como proteção (…)

Caso contrário, que seja então um político com convicções religiosas muito bem separadas, e para isso é necessário elx ter estudado muito sociedade (história, sociologia, etc.), se não a probabilidade delx misturar as coisas é gigante (na verdade já é, mas estou tentando não ser tão radical).

 

 

E sim, estou pronta para as pedradas.

 

bolsa familia

 

“Alunos do Bolsa Família no Norte e Nordeste têm aprovação maior que média”

 

E por último, não menos importante, essa notícia que é uma bola de gelo caindo em cima dos reacionários.

O argumento absurdo que a educação tem que ser elitista, que essas bolsas não levam a nada (para quem nunca passou fome, realmente), escancarando um tapa de luva de pelica na cara de quem utilizava isso como base para os problemas educacionais.
E agora, quais são os problemas?

Esse serão os futuros melhores profissionais do mercado, os alunos de bolsa.

 

E só quero lembrar que eu também faço faculdade através de uma bolsa (sim, as bolsas-chora-classe-média vão do ensino fundamental até o ensino superior!), e se não fosse por isso nem sei se faria. Uma pena que eu estou “tirando” a vaga de um alguém ai bem mais aplicado e inteligente que eu talvez, não é mesmo? Afinal para os reacionários inteligência é passar em vestibular. Mas na média, os alunos das bolsas são os que dão o melhor feedback.

Pois com a oportunidade que pode-se dizer se essas pessoas são boas ou não, e não predeterminar isso.

E o argumento absurdo de dizer “mas isso é a nova geração, é o correto, não devia ter cotas e coisas do tipo nas universidade!”, é novamente voltar para a educação elitista e excludente  pois a educação em seus paradigmas é para todos e todos seus benefícios devem alcançar todas as faixas etárias e todas as idades.

Só resta a esse pessoal ficar nessa eterna nostalgia de algo que nunca funcionou, mas, nessa desmemória de alguns funcionava: a escola elitista.

Anúncios

Um pensamento sobre “Notícias comentadas; por uma plebéia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s