E o racismo, fica por isso mesmo?

Tão infundado quanto o argumento que não existem mais sexismo, é o que não existe mais racismo.

 

Algo que não faz sentido nenhum, mas ainda temos. Temos apenas uma raça no mundo quando se trata de seres humanos, a humanidade. Mas temos racismo. Quer algo mais irracional?

 

Parece que o jeitinho brasileiro conseguiu adormecer qualquer causa social, trocando racismo por piada, e aí de quem protestar e não gostar. No mínimo será taxado de fanático, exagerado, sem senso de humor, etc., isso por levar uma piada a mal.

Aliás, o próprio universo do humor se tornou o politicamente incorreto, o pretexto para ser preconceituoso da maneira que você quer.

 

Olha mesmo pela decadência que é o humor da emissora que mais tem audiência do Brasil, a Globo. O humor global é baseado em tirar sarro do povo, fazem sátiras com personagens do cotidiano popular, ridicularizando e as pessoas que riem daquilo estão fora da consciência que aquele personagem ridículo é ele, para a Globo.

 

O mesmo acontece com o racismo. Que a mídia explora muito bem a ideia de liberdade e liberdade após fim da escravidão, que vem acompanhada da ideia romântica de estar libertado não somente das correntes da escravidão, mas, também das amarras da sociedade.

 

O que não é verdade.

Faça uma visita à prefeitura da sua cidade, portanto, se você pertence ao sudeste do Brasil como eu, provável que a sua realidade seja essa. Vai ver os quadros de todos os prefeitos eleitos, nenhum negro.

 

Duvido que tenha visto muito médicos negros também, e mais urgente que a situação do homem negro no Brasil é a da mulher negra, que além de sofrer o racismo também sofre o machismo.

 

Muito se fala dos EUA, a crítica a eles é pesada. Porém em algo os americanos estão acima de nós realmente, nessa ideia de não esconder o preconceito, justamente por movimentos violentos como o Ku Klux Klan a sociedade que era contra o racismo reagiu imediatamente. Podemos ver na própria mídia americana, mesmo que ainda seja de uma forma separada, podemos ver que eles ganharam seu espaço. Para os americanos EUA, a mídia é a maior forma de mostrar sua “soberania”, portanto podemos usa-la como uma base, não concreta, que existe uma diferença hoje sim.

 

 

E isso tudo, por conta de lutas muito intensas sociais, de direitos, uma questão curiosa é que conservadores são verdadeiros idiotas, independente de sua nacionalidade. Sempre reagem com muita violência a movimentos sociais de mudança.

 

Uma das grandes vitórias dos americanos foi o sistema de cotas para negros, pois a sociedade americana sofria do mesmo problema brasileiro. Uma quantidade enorme da população é negra, e excluída da alta classe. Não se ouvia falar em negros prefeitos, negros juízes, negros médicos, e afins. O sistema de cotas não é feito para ser eterno, é feito para incluir uma população excluída socialmente em estudos de alta qualidade, para futuramente serem cidadãos da alta classe.

Com isso, essa população ganha poder econômico o suficiente para não necessitar desse tipo de sistema.

 

O sistema de cotas nos EUA sobreviveu por 10 anos, após isso consideraram desnecessário.

No Brasil, o buraco é mais embaixo.

Considerando que a grande maioria da população brasileira é afrodescendente, e não somente uma parte como nos EUA. Considerando que todos os “da Silva”, “de Souza”, “dos Santos”, são descendentes de escravos, isso não quer dizer que você seja só se tiver esse sobrenome, mas se tiver antepassados com esses sobrenomes, é muito provável.

Portanto não é preciso ser necessariamente negro para ser incluído no sistema de cotas.

 

Como eu disse, a sociedade brasileira parte de uma mesquinharia muito grande, se olhar a sua volta vai perceber a ausência dos afrodescendentes na alta sociedade.

Essa é a prova mais concreta do quanto o Brasil é um país racista, e para concretizar mais ainda, o Brasil é tão racista que foi necessário um sistema de cotas.

 

Os imbecis do gênero “classe média sofre” saem com cartazes de “eu não precisei de cotas para entrar, tive que estudar”, os mesmos idiotas que são tão racistas que nunca deram esse olhar crítico a situação da sociedade brasileira. Muito provável que tiveram todos os meios, e como dizem por aí, a questão não é a falta de vontade e sim de oportunidade.

 

As cotas são a oportunidade para todos que não tiveram chance de bons estudos, ou uma boa condição financeira para ser investida nisso.

 

As cotas não vão ressaltar ninguém, só fazem competirem de igual para igual, já que você teve escola particular a vida inteira, tem condições mais que suficientes de passar em um vestibular, e se não passar, aí sim é um caso de inutilidade.

Enquanto a pessoa que não teve, terá um empurrãozinho do governo para ser um médico, um advogado, que seja, alguém que futuramente terá condições de dar o que não teve aos seus filhos.

 

No dia que a sociedade brasileira, principalmente, a alta sociedade brasileira tiver mais negros e afrodescendentes do que os demais grupos étnicos sociais, somente nesse ponto fará sentindo não ter cotas.

Afinal, são a maioria na população brasileira, que se fosse justa e igualitária, não teria tanta exclusão social.

 

Antes de ser contra as cotas, dê uma pesquisa pelos setores públicos de maior poder da sua cidade, duvido que será contra após isso.

É fácil concordar com a ideologia da livre concorrência quando você tem um navio pra concorrer com quem está apenas nadando com os próprios braços.

Anúncios

3 pensamentos sobre “E o racismo, fica por isso mesmo?

  1. Dessa vez não vou me prolongar; esse vídeo, apesar de humorístico, mostra metade do que penso em dizer:

    Um belo dia, o “Charlinho” sai da cidade de Sta. Rosa del Pipoco e se torna um executivo de sucesso, ficando podre de rico; e a mídia logo começa a dizer que ele foi um garoto que se esforçou pra chegar aonde está, e que apesar de ter que andar 1200 (!) quilômetros para ir a escola e ter que mariscar no esgoto e dar o cu na estrada pra poder comer, perseverou e chegou lá… E o problema é justamente esse, a socidade acreditar que quem não for como o “Charlinho”, que aceitou de tudo sem reclamar, é um bosta que não merece consideração e respeito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s