Dia do orgasmo – Algumas Curiosidades (Ilustrado, não veja no trabalho)

Hoje comemora-se o dia do orgasmo (31 de julho), pensei em fazer um post com algumas curiosidades que já li referentes ao assunto. Não, não vou fazer um post sobre o kama sutra.

Cuidado, não leia esse post no trabalho, a não ser que você dê um “olé” no seu chefe.

Uma data regada de idas para o sex shop, aquele pretextozinho básico para comprar aquele suporte que você tanto precisava, ou então aquelas bolinhas que estouram e dão mil sensações (incluindo mal estar).

O fato é que realmente antes ir ao sex shop e suprir suas necessidades do que lidar com a carência da pior forma, ignorando ela.

A masturbação assim como o sexo sempre foram comum do ser humano, aliás a masturbação até onde eu sei é uma particularidade do humano, então aproveitem minha gente, afinal não é dia do sexo, e sim do orgasmo, os meios para se conseguir ele já são outros 500.

                                                                    Imagem meramente ilustrativa, siga em frente com o post.

Só não vai, por favor, fazer nenhuma bizarrice do tipo prender um pepino nas partes baixas, ou prender o perseguido em alguma garrafa pet.

Por isso os brinquedinhos do sex shop são mais interessantes. Eles são testados pelo Inmetro, (hahahahaha) imagina um teste de qualidade desses? Dá hora a vida.

Ao longo da história o sexo nem sempre foi regado de confortos como é hoje, também nunca teve tanta versatilidade e nunca foi tão bizarro em alguns pontos também.

Lendo os livros da historiadora (minha ídola) Mary Del Priore podem ver muitas referências de como era o sexo na era moderna. Já aviso que esse post terá algumas imagens ilustrativas, tira as crianças da sala, aqueles tios preconceituosos e afins.

Em muitos casos ela relata a velocidade das relações íntimas, por várias questões.

Uma das questões era a repressão religiosa, não que os padres estavam às espreitas (muitas vezes estavam praticando também), mas no caso era porque de fato as pessoas criaram um imaginário de é tudo proibido, que com certeza dava mais tesão ainda na situação toda.

Além do fato da higiene íntima ter simplesmente deixado de existir (praticamente só resgatada novamente em tempos contemporâneos), o que fazia ser insuportável aguentar mais que 15 minutos de relações íntimas.

Beijos de língua também não eram inclusos em meio às relações.

Pensando bem agora, penso, se no feudalismo você selava o acordo com o senhor feudal (entre vassalos e senhores) com um selinho, e nessa época o selinho era o “beijo de língua” de hoje, imagina se a higiene fosse um pouco melhor. Como será que eles iam selar o acordo?

Eis a questão.

Outra questão são os escravos, porque no caso acima os servos faziam acordos de trabalho em troca da moradia, de comida, e afins.

Os escravos não, os escravos eram inteiramente propriedade de seus donos e donas, o que fez deles serem escravos sexuais também.

E você, pensando que a foi Britney foi a primeira “I’m slave 4 U” né? Brincadeiras a parte, essa foi outra questão horrível da escravidão, pois como se não bastasse estar destinado ao trabalho forçado ainda tinham que se submeter a todo tipo de loucura de seus “senhores e senhoras”.

Até a santa Tereza já entrou em êxtase e você aí. Falando nisso, essa obra dela é bem sugestiva. A feição dela é de um orgasmo mesmo, enquanto o cupido olha de uma forma bem sugestiva para ela.

Na Roma antiga por sua vez, as mulheres preferiam fazer sexo anal sabia? Pois é, dizem que o sexo anal é desconfortável nas primeiras vezes e depois fica mais prazeroso que o vaginal. Quando escutei isso pela primeira vez achei que fosse novidade, até saber esse fato sobre as romanas que já sabiam desse truque faz tempo.

Imagino também que fosse pela questão da procriação, desde primórdios o sexo vaginal é associado a apenas dar seguimento, descendentes. É a vagina divina gente HAHAHA.

As muçulmanas que são tão vistas como oprimidas podem se queixar com o Califa sobre a falta de carinhos do seu marido. Ou, em outras palavras, a falta de presença deles na cama. O islã tem uma visão diferenciada do sexo, para o islã o sexo é o que conecta as pessoas da Terra ao que há de divino (estou totalmente de acordo nesse quesito).

Portanto não se mistificou o sexo como algo proibido e sim como algo necessário para suportarmos essa vida na Terra. Esse foi o suposto para muitos cristãos odiarem os muçulmanos, o fato de eles curtirem sexo e não verem nada de proibido. Ridículo, mas, é verdade.

Enquanto as mulheres ocidentais que se diziam tão livres e independentes fingem ter orgasmos.

Mesmo que nos conventos e nas Igrejas rolasse de tudo, principalmente relações homossexuais entre homens. Na sociedade (fora das Igrejas), era mais fácil homossexualidade feminina.

Imagina os padres, anos e anos vivendo daquela pureza ter que revezar entre si para verem o outro tomar banho. É muita “maldade”. E isso tudo para vigiar o companheiro para que ele não fizesse nada de errado (não sozinho, por fim os dois faziam juntos o “errado”).

Para as mulheres, era mais fácil no cotidiano se prender com uma amiga dentro do quarto e bater na “peteca” da outra. As pessoas na época (e até hoje alguns ignorantes) não encaravam isso mal porque não achavam possível uma mulher proporcionar prazer à outra sem o pênis.

O fato é que o dia do orgasmo nos leva a refletir os meios que as pessoas levam para tal, e existem tantos (que chamamos todas essas esquisitices carinhosamente de fetiches), mas, no fundo (literalmente, maldito assunto com milhões de trocadilhos), isso é uma coisa tão natural, primitiva. Buscamos prazer em vida, e esse é o meio mais fácil de todos.

Se você veio para o post com o preceito de ler algo sobre a camisinha ter sido feita da tripa de algum bicho sinto lhe decepcionar, tentei não ser clichê.

Anúncios

Um pensamento sobre “Dia do orgasmo – Algumas Curiosidades (Ilustrado, não veja no trabalho)

  1. Deus nao proibi o sexo, pelo contrario, abençoa, desde que seja puro e correto diante dos ensinamentos deixados por Ele [ao inves se nao fosse assim, teríamos {Adão e ‘Evandro’ ou Aidê e Eva, etc etc,} falo dos ideais e não das pessoas portanto isso nao é preconceito!!!

    , é qee cada um faz aquilo que quer, e quanto mais ‘cultura’ e ‘conhecimentos’ tem o ser acha que ele é quem move e manda tudo, e que apenas isso retorna do jeito que o ser humano quer > money$ money$ money$ e isso faz o individuo querer ser dono de si e não reconhece quem o criou (mesmo com provas de qdo a Bíblia foi escrita e da permanencia das suas palavras desde a criação -falo da bíblia traduzida por joão de almeida e não ‘versões católicas, testemunhas blablabla), preferem escolher o livro que querem acreditar porque é o que queria que fosse, afinal é tão mágico o filme “Gasparzinho” com Christina Ricci quem não queria que fosse verdade? Mas não é! simplesmente existem espíritos maus que fazem acreditar que isso existe, ora, o diabo sabe também o que aconteceu e acontece aqui na terra a partir de sua legião e se comunica ou um deles se comunica para parecer ser um parente que veio pra deixar um recado, e o recado é sempre o que a pessoa desejava ou foi uma ideia imposta de algum modo pelo diabo. Pois Jesus tem a chave do inferno e da morte, ninguem se comunica do inferno para cá a não ser o diabo e seus seguidores (antes anjos também), os mortos estão descansando.

    E do contrario Deus disse que é difícil viver aqui na terra, e não que teriamos oq qremos a qualquer custo sendo a coisa certa ou errada.

    E não não estamos no céu nem no inferno, estamos na terra mesmo, pq está muito bom pra ser o inferno, e muito ruim pra ser o céu!!!

    Eclesiastes 9:4-6 – “Ora, para aquele que está na companhia dos vivos há esperança; porque melhor é o cão vivo do que o leão morto. Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou entregue ao esquecimento.Tanto o seu amor como o seu ódio e a sua inveja já pereceram; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo do sol.”

    Levítico 19:31 – “Não vos voltareis para os que consultam os mortos nem para os feiticeiros; não os busqueis para não ficardes contaminados por eles. Eu sou o Senhor vosso Deus.”

    Levítico 20:27 – “O homem ou mulher que consultar os mortos ou for feiticeiro, certamente será morto. Serão apedrejados, e o seu sangue será sobre eles.”

    E aconteceu como cita parábola de Jesus sobre o pobre Lázaro:
    Lucas 16:19- 31 se não acreditas em alguém vivo, quanto mais em mortos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s