A história da vida privada no século XXI

Facebook gente, é aquela intimidade forçada que temos com os amigos/colegas/conhecidos e inclusive, desconhecidos.

Tipo, se a pessoa tem um ritmo razoável de postagens você sabe se ela tá com dor de cabeça, quantas vezes come por dia (o que come), se ela saiu (onde foi), onde está postando, enfim, uma infinidade de informações que se um dia o Fantástico se der conta vão fazer uma reportagem falando do facebook como um velho pedófilo que quer abusar sexualmente de todos.

A história dos hábitos e de como era ordenada a vida pessoal/privada das pessoas em outros períodos históricos fazem nós levarmos em consideração o meio que comandava as ideologias da época, o que comanda isso hoje em dia, meios de comunicação.

Coisas que me irritam no facebook não é a pessoa falar de algo esporádico, que todos fingem se importar, do tipo “tô com dor de cabeça” (y) fulano curtiu isso, CARAMBA meu, você curtir a dor de cabeça do amigo é uma puta falta de sacanagem.

Enfim, o que de fato me irrita irei abordar futuramente, mas para entender é preciso fazer uma pequena viagem.

Quando a gente fala de vida privada não é de imaginar como era a vida de cada pessoa em diferentes épocas, é entender que existiam ideologias e conceitos e na maioria das vezes (principalmente na América) eles eram quebrados.

Por exemplo no Brasil, um fato curioso que a minha professora de História do Brasil comentou, é que houve no Brasil colônia homossexualidade feminina de uma forma “liberal”.

Não que a sociedade aceitasse, mas é que mesmo com toda a opressão da igreja e tudo mais, ninguém acha estranho duas mulheres ficarem trancadas horas dentro de um quarto.

Quando isso acontecia pro lado masculino da moeda ai a perseguição acontecia, afinal estranhavam (dois homens presos em um quarto), mas mulher não, nunca estranharam.

O que por consequência acabou dando mais liberdade pra isso acontecer, também tem o lance de que eles acreditavam que uma mulher sem um pênis pra ajudar não tinha prazer, tem gente que pensa nisso até hoje, ignorância é algo que não se apaga nem com anos e anos de experiência.

Eu ainda realmente fico pasma com pessoas que pensam que a mulher só tem prazer com um pênis, sério, acho que o prazer feminino tá ligado a outros fatores do que ao ‘vai e volta’ mesmo de fato, mas enfim, não é isso que eu quero discutir.

Mas sim, pênis pode até ajudar (HUAHUAHUHA) mas não é tão essencial na vida de uma mulher quanto muita gente acredita, tem coisas que a mulher (que não seja ignorante ou machista) sabe que são mais essenciais.

Fiz essa viagem toda para entenderem caso não saibam, isso é estudar a vida privada, entender que acontecem coisas que vão muito além dos conceitos e ideologias da época, na vida privada quase sempre existem contradições com o que as próprias pessoas da época consideram certo.

Se perguntassem para as mulheres que ficavam horas em quarto trancadas fazendo algo que remete a homossexualidade na época se elas acreditavam que aquilo era certo, elas iam dizer que não.

Se perguntassem para um casal divorciado se eles acreditavam que foi correto o divórcio, eles iam falar que não, tamanha a influência das ideologias na nossa cabeça, fazemos, temos todas as razões do mundo, mas não aceitamos com facilidade porque aprendemos que é errado.

A internet é a grande contradição atual, responsável até pela forma das pessoas agirem atualmente. Pelo menos da minha geração.

A internet gerou uma geração que de tanto usar a própria não tem pensamento como vou dizer, graduativo, em geral as pessoas da minha geração começam uma coisa e terminam fazendo outra, ou seja, o foco é quase zero, a forma de pensar e agir, confusa, e em geral, incompreendida.

Eu sou fruto disso, são poucos os posts meus que eu realmente mantenho o foco do assunto até o fim, em geral eu mudo radicalmente de assunto durante o post, e só me dou conta quando releio eles.

Tem uma coisa que eu detesto em facebook, falso moralista, gente que fala, fala, fala, fala, reclama, mas reclama de braços cruzados.

Fazer perseguição pela internet não ajuda em nada, você reclamar a fazer a proposta para a melhora, bom ai estamos falando em ser cidadão.

O cidadão em geral quer só reclamar, trocar os próprios hábitos, propor algo novo, uma alternativa, A SOLUÇÃO, ninguém quer.

Em geral em passeatas (que o pessoal julga não ajudar em nada) é uma verdadeira mobilização, em geral em prol de uma solução e com a proposta da solução, isso é diferente.

Aliás, esses falsos filósofos que só questionam e nada respondem deveria procurar um livro, faz bem sair um pouco do que a mídia impõe, mesmo que você seja contra, não quer dizer que você não absorva e não seja tão manipulado quanto quem é a favor.

Outra coisa que tá me irritando em facebook são essas correntes, irritantes demais.

Mas, porque eu to usando tanta pessoalidade? Ah sei lá, esse blog é meu, é meu cantinho para ser egocêntrica ao extremo.

Parem de divulgar essas fotos horrorosas de animais sendo mortos, crianças sendo abusadas, DIVULGAR IMAGEM NÃO AJUDA.

Na realidade, causa o efeito contrário, esse vídeo diz muito sobre como você deve agir quando vê uma coisa dessas.

O face é legal para você criar um movimento, mas deve haver cuidado quando se trata disso, quando se trata de espalhar uma informação, espalhar não adianta nada, é como quando você pega um folheto de uma festa sabendo que não vai, colaborou com o carinha que tá distribuindo, e só, se depender de você a festa vai ser um fiasco e ainda tem o prejuízo dos folhetos.

Ou quando você seleciona o lixo da sua casa, mas a sua cidade não fornece a coleta seletiva, adianta?

Bom, é isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s